Cabo Verde

band_cabo_verde.jpg

São Filipe

sao_filipe_brasao_2.jpg
Área
391 km2 (município)
População
9 550 habitantes
Clima
Temperado, verões quentes e secos, pouca precipitação, que ocorre sem época própria
Recursos Económicos
Sal, basalto, calcário, peixe, barro e gesso

Elementos Institucionais

Adesão à UCCLA
2004
Aniversário
1 de maio
Presidente da Câmara Municipal
Jorge Nogueira
Morada
Câmara Municipal de São Filipe
Rua 4 de Setembro
São Filipe - Ilha do Fogo, Cabo Verde
Caixa Postal 19
Telefone
(002382) 811 295
Fax
(002382) 811 124
Email
camaramunicipal@cvtelecom.cv

Breve História

A cidade de São Filipe situa-se na Ilha do Fogo, descoberta em maio de 1460, juntamente com as ilhas de Maio e Santiago. O Fogo foi a segunda ilha do arquipélago de Cabo Verde a ser povoada, logo a seguir a Santiago, devido aos seus solos férteis, favoráveis à agricultura. A cidade de São Filipe é a sede do município/concelho de São Filipe, um dos três municípios que integram a Ilha do Fogo (os outros dois são Mosteiros e Santa Catarina do Fogo). As ruas estreitas da cidade de São Filipe são debruadas por casas de sobrados, testemunho de uma história de povoamento antiga, com mais de 5 séculos. As atividades principais da cidade são o comércio e os serviços, a pesca, a construção civil e o turismo, assente numa intensa programação cultural e numa boa infraestrutura hoteleira. O melhor porto da Ilha do Fogo, recentemente remodelado, está localizado no município de São Filipe, o qual dista da capital, a Cidade da Praia, 25 minutos de avião. No município de São Filipe, que ocupa cerca de três quartos da superfície da ilha, ergue-se o vulcão Pico do Fogo, historicamente ativo e cuja última erupção ocorreu em 2 de abril de 1995. A espetacular cratera tem 9 km de largura, a bordeira, 1 km de altura, e o cone central do Pico é o ponto mais alto da ilha (2 829 m). De referir ainda o Parque Natural do Fogo, uma zona de interesse do ponto de vista científico em áreas como a vulcanologia, a geologia, a ecologia, a botânica e a sociologia. Nas localidades situadas dentro dos limites do Parque vivem perto de 120 famílias, verificando-se por vezes a existência de relações poligâmicas. Uma grande parte das famílias é descendente do nobre francês Armand Mont-Rond, que se estabeleceu no Fogo em 1860 e mais tarde na cratera. O nome Montrond é ainda usual nestas comunidades, tal como os olhos verde-azulados e cabelos loiros. As principais atividades económicas dentro do limite do Parque são a agricultura e a pecuária.