Portugal

bandeira portugal

Coimbra

bras_coimbra.png
Área
319 41 km² (Concelho)
População
143 396 (census 2011)
Clima
Mediterrânico (classificação de Köppen-Geiger). No inverno, as temperaturas variam entre 15° C (dia) e 5º (noite), podendo descer a 0ºC em períodos de vagas de frio no verão as temperaturas oscilam entre os 29°C (dia) e 16º (noite), podendo chegar e até a ultrapassar os 40°C.
Recursos Económicos
Indústria de alta tecnologia aplicada à saúde e serviços especializados na área da saúde, empresas de tecnologias de informação de ponta, ligadas à cultura e também a áreas como a defesa, aero-espacial, financeira, indústria, telecomunicações, etc.

Elementos Institucionais

Adesão à UCCLA
7 de maio de 2010
Aniversário
4 de julho
Presidente da Câmara Municipal
Manuel Machado
Morada
Câmara Municipal de Coimbra
Paços do Município
Praça 8 de Maio
3000-300 Coimbra, Portugal
Telefone
(00351) 239857500 / 800 202 126
Fax
(00351) 239 820 114
Email
geral@cm-coimbra.pt

Breve História

Coimbra é uma das mais antigas cidades de Portugal, com origens romanas e visigóticas e influência muçulmana. Definitivamente conquistada em 1064, foi a primeira capital do reino quando D. Afonso Henriques ali se instalou com a sua corte. Coimbra recebeu do monarca carta de foral em 1179 e aí nasceram 6 reis de Portugal, da Primeira Dinastia. A Universidade, a primeira do País, fundada por D. Dinis ainda no século XII, foi definitivamente instalada em Coimbra em 1537, por ordem do rei D. João. A existência e funcionamento da Universidade condicionaram e influenciaram desde então a vida e a dinâmica da cidade.

Coimbra possui um riquíssimo património arquitectónico, de que são exemplo o Mosteiro de Santa Cruz, a Sé Velha, o Mosteiro de Santa-Clara-a Velha e o Paço Real, na Almedina, onde no século XVI se instalou a Universidade, e edifícios mais recentes, como o Pavilhão Centro de Portugal, projetado pelos arquitetos Souto Moura e Siza Vieira. Não menos importante é o património cultural da cidade, para onde passaram a convergir desde logo os mais ilustres pensadores e professores. As tradições académicas de Coimbra, como a Queima das Fitas, as Latadas, as “Repúblicas” ou as Praxes, e os Fados de Coimbra, cantados pelos estudantes trajados com a capa e a batina negras, as tunas académicas e as serenatas, são hoje tão entusiasticamente celebradas e vividas como em tempos passados.

No século XX, a cidade cresceu rapidamente, integrando os pequenos burgos que a rodeavam, e hoje o município de Coimbra inclui 31 freguesias. A construção de novas zonas habitacionais, de instituições hospitalares de referência, de excelentes infraestruturas e vias de comunicação tem vindo a devolver à cidade do Mondego o seu lugar como polo de desenvolvimento da Região Centro de Portugal.

Encontra-se em Coimbra a melhor incubadora de empresas do mundo, premiada internacionalmente, ligada à universidade, principalmente através do Instituto Pedro Nunes e ao Centro de Neurociências e Biologia Celular.