Guiné-Bissau

band_guine.jpg

Bolama

bras_guine.jpg
Área
2,624 Km2
População
27 959 habitantes (região) (estimativa 2004); 10014 (cidade) (estimativa 2008)
Clima
Tropical, geralmente quente e húmido, com época de chuvas de junho a novembro e época seca de dezembro a maio.
Recursos Económicos
Agricultura, pesca e turismo. Recursos mineiros (fosfatos e petróleo) pouco explorados

Elementos Institucionais

Adesão à UCCLA
2000
Aniversário
25 de Janeiro
Governador
Dionísio Anónio Gomes
Morada
Comité de Estado da Região de Bolama/Bijagós
Rua 5 de Outubro
Caixa Postal nº37
Bolama, República da Guiné-Bissau
Telefone
(+ 245) 811 141
Fax
(+ 245) 201 032

Breve História

A cidade de Bolama situa-se na ilha homónima, a mais continental do arquipélago dos Bijagós e parte da Região de Bolama/Bijagós, no Sudoeste da República da Guiné-Bissau. Bolama foi elevada à categoria de cidade em 1913 e foi a capital da antiga Guiné Portuguesa até 1941. Já no século XIX, o Reino Unido tentou apoderar-se de Bolama, dando origem a uma disputa entre Portugal e o seu secular aliado que só não resultou num conflito militar graças a António José de Ávila (futuro Duque de Ávila e Bolama). Ávila recorreu à intervenção de Ulysses S. Grant, presidente dos Estados Unidos, que intercedeu a favor de Portugal, assegurando à Coroa Portuguesa a posse de Bolama. A ilha de Bolama é bordada por praias paradisíacas, com potencial para o desenvolvimento de inúmeras actividades na área do turismo. O arquipélago de Bolama Bijagós, que abriga uma grande diversidade de animais, mamíferos, aves, répteis e peixes, alguns dos quais raros ou considerados espécie protegida, foi classificado pela UNESCO, em abril de 1995, como Reserva da Biosfera.