Promoção regular da leitura e literacias com as Bibliotecas da Ilha de Moçambique

Promoção regular da leitura e literacias com as Bibliotecas da Ilha de Moçambique

A conjugação de esforços para a dinamização social do livro e da leitura e para o desenvolvimento da oralidade em língua portuguesa - compreensão e expressão oral -, no âmbito do projeto Cluster da Cooperação Portuguesa da Ilha de Moçambique está em fase de plena consolidação e autonomia.
 
Neste âmbito há a assinalar a realização semanal de rodas de leitura e ateliers livro que permitem a participação regular de leitores - crianças e jovens - a maioria da população local, na vida das bibliotecas locais criadas.
 
Promoção da leitura e literacias com as Bibliotecas da Ilha de Moçambique-WA0001  Promoção da leitura e literacias com as Bibliotecas da Ilha de Moçambique-WA0001  Promoção da leitura e literacias com as Bibliotecas da Ilha de Moçambique-WA0002
 
A Biblioteca Pública Municipal da Ilha de Moçambique realiza ações programadas de rodas de leitura todas as quartas-feiras do mês e a Biblioteca Pública Distrital da Ilha de Moçambique, todas as terças e quintas-feiras do mês, com crianças do ensino primário e pré-escolar.
 
As parcerias envolvidas, em valorização mútua e a qualidade dessa participação foi o motor do projeto, a par com a vontade, traduzida em prática determinada e coerente do Conselho Municipal da Ilha de Moçambique e do Serviço Distrital da Educação, Juventude e Tecnologia, bem como o conhecimento e experiência do contexto real e potencial local e a interacção com os participantes que foi essencial, no espaço do reforço das competências básicas de leitura e escrita, para desconstruir o ciclo das desigualdades dentro e entre comunidades. É um direito que assegura tantos outros, como o da cidadania e participação.
 
A participação que defendemos está diretamente relacionada com a cidadania, empoderamento e sociabilização de saberes. Muito mais do que “consciencializar”, “sensibilizar” e “despertar”, a participação requereu a valorização dos participantes naquilo que eles (todos nós) têm de melhor: a sua história, o seu tempo, os seus desejos, sonhos e projetos - a sua capacidade de criação.
 
A motivação requereu um trabalho com maior rigor científico, epistemológico e pedagógico, onde o “como fazer” é essencial e só “funciona” se for participado ativamente, com curiosidade, perseverança e incentivo estruturante. Porque a motivação é o que realmente permite a transformação - que envolve a razão, mas também a vontade e a imaginação. É o que nos leva ao principal impulso: aprender a aprender.
 
O projeto Cluster da Cooperação Portuguesa da Ilha de Moçambique - prorrogação da 2.ª fase, Componente 1, Eixo Educação - tem como entidades executoras a UCCLA em parceira com o Conselho Municipal da cidade da Ilha de Moçambique e o Conselho Municipal de Maputo, com o financiamento do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.
 
 
 

 

Publicado em 08-06-2019