Mercado da Língua Portuguesa 2021

Mercado da Língua Portuguesa

Homenagear a língua portuguesa e a união de várias culturas pelo mundo, através do artesanato, da gastronomia e da música foram os objetivos do Mercado da Língua Portuguesa, que decorreu nos dias 22 e 23 de julho, no Mercado da Vila em Cascais. O resultado foi muito positivo e já estamos a pensar na próxima edição! O Mercado terminou, mas contamos aqui tudo o que se passou.

A inauguração do Mercado da Língua Portuguesa contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, do Secretário-geral da UCCLA, Vitor Ramalho, da Ministra Plenipotenciária de Cabo Verde, Ana Pires, e da Embaixadora Extraordinária e Plenipotenciária de Timor-Leste em Portugal, Isabel Guterres.

Inauguracao Mercado da Lingua Portuguesa 2021_DSC02039  Inauguracao Mercado da Lingua Portuguesa 2021_DSC02040  Inauguracao Mercado da Lingua Portuguesa 2021_DSC02026

 

Vídeo da inauguração e discursos

Entrevista ao Secretário-geral da UCCLA, Vitor Ramalho

Espaço do Mercado da Língua Portuguesa 2021


 

ARTESANATO

 

ANGOLA

 

Atelier da Gégé e Artesanato da Tété

 

AO_Atelier da Gege e Artesanato da Tete_DSC02781  AO_Atelier da Gege e Artesanato da Tete_0678  AO_Atelier da Gege e Artesanato da Tete_DSC02783

Atelier da Gégé

Toalhas, vestidos e casacos feitos com tecidos angolanos, marcadores e tabuleiros com imagens angolanas. Bolsas feitas a partir de cápsulas de latas de refrigerantes.
https://www.facebook.com/Atelier-DA-G%C3%89G%C3%89-817938411915781
Contactos: +351 914 880 849


Artesanato da Tété

Peças de artesanato feitas em biscuit (massa de modelar), como bonecas africanas, íman para frigorífico. Marcadores de livros e pintura angolana.
https://www.facebook.com/artesanatonatercia
Contactos: naterciaalmeida52@hotmail.com |+351 966 454 106


Conheça melhor o Atelier da Gégé e Artesanato da Tété

 

Hongolo

 

Hongolo-Erika Jamece_DSC02707  Hongolo-Erika Jamece_0647  Hongolo-Erika Jamece_DSC02694


Hongolo é uma marca da artista plástica Erika Jâmece. Bijuterias únicas e acessórios com toques bem pessoais. Pela sua criatividade e originalidade, Erika Jâmece é também conhecida como a “Rainha do Hongolo” que, em Kimbundo (língua falada no noroeste de Angola), significa Arco-íris. A marca Hongolo nasceu para estar representada em eventos e exposições e onde a artista concentra os “vários pontos de Angola, as suas províncias, o que usavam” e aplica em diferentes suportes, como brincos, camisolas, carteiras, pastas, colares, entre outros.


Conheça melhor a artista plástica Erika Jâmece - Jornal de Angola

https://www.facebook.com/ArcoirisErika11
https://www.facebook.com/jameceerika
https://www.facebook.com/erikart.jumpseller/
https://www.instagram.com/hongolo_erikajamece/
Contactos: jameceerika@outlook.pt | +351 960 429 022

Conheça melhor o Hongolo

 

Kandimba Design

 

AO_Kandimba Design_5661  AO_Kandimba Design_0693  AO_Kandimba Design_DSC02529


Desde 2006/2007 que a artista plástica se dedica à recreação de diferentes desenhos que transmitem a cultura angolana e que são reproduzidos em cerâmica. Acessórios de moda, joalharia, vestuário, entre outros.

https://www.facebook.com/Kandimba.design
https://www.instagram.com/kandimba_design/
Contactos: kandimba.design@gmail.com | +351 960322 942 | +244 940 901 553

Conheça melhor a Kandimba Design
 

 

Patrícia Cardoso


AO_Patricia Cardoso_DSC02780  AO_Patricia Cardoso_0676  AO_Patricia Cardoso_DSC02779

 

Confrontada com a pandemia da Covid-19, a artista plástica Patrícia Cardoso reinventou-se e deu início a uma nova técnica de artesanato, com a pintura de tecidos e sua aplicação em malas, sacos, ténis, roupas.
https://www.facebook.com/pcatelier25
https://www.instagram.com/pcatelier/?fbclid=IwAR2lfx8pihca8FqJ4LMcZ-DZEuQpB6fbdcJJN0_oAJinb7g2sXaZYfhTp7E

Conheça melhor a Patrícia Cardoso

 

Tecidos Pretyles

 

AO_Tecidos Pretyles_0735  AO_Tecidos Pretyles_DSC02883  AO_Tecidos Pretyles_0738

 

A artista Manthima Neto apresentou-nos tecidos africanos e artesanato de Angola, como balaios e leques, malas e caixas.
https://www.facebook.com/Pretyles-101309965571604
https://www.instagram.com/pretyles/
Contactos:+351 965 831 084

Conheça melhor os Tecidos Pretyles

 


Brasil
 

Seja Arte

 

BR_Seja Arte_DSC02208  BR_Seja Arte_DSC02210  BR_Seja Arte_DSC02211


Pensando em sustentabilidade e aproveitamento de produtos, Ana Lúcia, criadora do Seja Arte, produz com originalidade acessórios com a utilização de cápsulas de café e o resultado são peças de bijutaria transformadas em anéis, fios e colares.
https://www.facebook.com/sejaarte.artesanatos
https://www.instagram.com/sejaarte.pt/
Contacto: contacto@sejaarte.pt

Conheça melhor o Seja Arte

 

Cabo Verde


Artempalha

 

CV_Artempalha_DSC02185  CV_Artempalha_0466  CV_Artempalha_DSC02197

 

Um projeto 100% de Cabo Verde, Steve Espírito Santo criou a marca Artempalha, peças decorativas e esculturas em palha de milho e bananeira que retratam vivências e profissões de Cabo Verde.
https://www.facebook.com/artempalha
Contactos: artempalha870@gmail.com | +238 593 80 02

Por questões técnicas, não temos o vídeo do Artempalha. Será disponibilizado posteriormente.



 

Guiné-Bissau


Casa da Arte

 

GB_Casa da Arte_0449  GB_Casa da Arte_5704  GB_Casa da Arte_0444

 

Quadros pintados à mão, com tecidos e cores características da Guiné-Bissau. Trabalho bastante minucioso do artista Eleutério Martins.
Contactos: boaventura_1979@outlook.pt

 

Nimba Edições

 

GB_Nimba Edicoes_5714  GB_Nimba Edicoes  GB_Nimba Edicoes_5716
 

A Nimba Edições tem como objetivo promover as obras de escritores no mercado internacional e nacional. Criada há pouco mais de um ano, já editou dezenas de livros de autores guineenses, angolanos e portugueses. Está presente em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Portugal. Apenas por curiosidade Nimba é a Deusa da Fertilidade.
https://www.facebook.com/Nimbartgallery/
https://www.instagram.com/nimba_edicoes/
Contactos: nimba.edicoes@gmail.com | +351 963 793 755

Por questões técnicas, não temos o vídeo do Nimba Edições. Será disponibilizado posteriormente.


 

Macau e Extremo Oriente

 

Fundação Casa de Macau


Macau_Fundacao Macau_DSC02163  Macau_Fundacao Macau_0501  Macau_Fundacao Macau_5678

 

A Fundação Casa de Macau tem como objetivo promover e apoiar o estudo, conhecimento e divulgação de Macau, do seu passado, presente e futuro, através da cooperação e do desenvolvimento de atividades de caráter cultural, social, educativo, artístico e de benemerência. O diretor-geral da Fundação Casa de Macau é Mário Matos dos Santos.
https://www.fundacaocasamacau.pt/
https://www.facebook.com/fcmacau
https://www.instagram.com/fundacaocasamacau/
Contactos: fundacaocasamacau@fcmacau.pt | +351 213 223 440

Por questões técnicas, não temos o vídeo da Fundação Casa de Macau. Será disponibilizado posteriormente.

 


Moçambique


JAUA


MZ_Jaua_0576  mz_jaua_dsc02512  MZ_Jaua_0578



Há cerca de 6 anos, a gestora Ana Lima resolveu dedicar-se à costura - aprofundando os seus conhecimentos na Lisbon Scool of Design, Modatex e Escola de Moda de Lisboa - e nasceu a marca JAUA, uma marca moçambicana que trabalha com as famosas capulanas (pano tradicional). JAUA É o nome dos membros da tribo, no norte de Moçambique (Niassa), a que pertencia a avó paterna de Ana Lima. A cultura matriarcal da tribo inspirou-a, a mulher como pilar, a força da tribo. A marca JAUA pretende valorizar a silhueta de todas as mulheres que desejem ter um visual único, com peças de roupa produzidas a partir das suas medidas, valorizando a sua imagem.
https://www.jaua.online/
https://www.facebook.com/profile.php?id=100012517479774
https://www.instagram.com/jaua_atelier/
Contactos: geral@jaua.online | +351 211 956 376 | +351 914 081 850

Conheça melhor a marca JAUA

 

 

Padrinhos do Mundo, ONGD

 

MZ_Padrinhos do Mundo_5897  MZ_Padrinhos do Mundo_5899  MZ_Padrinhos do Mundo_5900

 

Desde 2017, que a Organização Não Governamental para o Desenvolvimento Padrinhos do Mundo, espalham sorrisos a crianças carenciadas, bem como às suas famílias e comunidades, em Moçambique e em Portugal. O seu objetivo é chegar ao maior número possível de crianças e de famílias, independentemente do país, cor ou religião. A Padrinhos do Mundo tem por base 3 pilares de atividade: Programa de apadrinhamento, SOS famílias em Portugal e campanhas pontuais.

http://padrinhosdomundo.pt/
https://www.facebook.com/orgpadrinhosdomundo
https://www.instagram.com/padrinhosdomundo/
Contactos: geral@padrinhosdomundo.pt | +351 914 681 416 | +351 917 195 490 | +351 914 029 718

Conheça melhor a ONGD Padrinhos do Mundo

 

Portugal



3C's - Comunidades Criativas de Cascais

 

PT_3Cs-Comunidades Criativas de Cascais_DSC02678  PT_3Cs-Comunidades Criativas de Cascais_0639  PT_3Cs-Comunidades Criativas de Cascais_DSC02667
 

Com base na sustentabilidade, o projeto 3C's - Comunidades Criativas de Cascais tem por finalidade promover a inclusão digital, respondendo a necessidades de pessoas e suas comunidades. O primeiro passo é utilizar o desperdício/lixo cedido pelas empresas do concelho. Posteriormente, esses materiais são reutilizados e ganham uma nova vida com a criação de produtos únicos e originais. Este projeto é fruto da colaboração de diversas entidades e associações de Cascais.
https://www.facebook.com/3Cs-Comunidades-Criativas-de-Cascais-108928684736495
https://www.instagram.com/comunidadescriativascascais/
Contactos: comunidadescriativascascais@gmail.com

Conheça melhor o projeto 3C's - Comunidades Criativas de Cascais

 


Chicken Chic - Arts & Crafts

 

PT_Chicken Chic Arts Crafts_DSC02508  PT_Chicken Chic Arts & Crafts  PT_Chicken Chic Arts Crafts_DSC02509


Chicken Chic nasceu de uma enorme paixão pelo artesanato e do prazer de criar peças únicas, feitas com amor, de pessoas para pessoas. O gosto por galinhas foi o pontapé de saída para a criação desta marca, que começou há cerca de 4/5 anos, onde os resultados são coloridas peças de artesanato como “travadores” de portas, espanta espíritos, porta-chaves, íman, aventais, sacos para o pão, entre outros. “É o meu mundo encantado das galinhas” refere a criadora desta marca, que lhes dedica muito tempo e carinho, permitindo, assim, que a capoeira fosse crescendo ao longo dos anos.
https://www.facebook.com/chickenchicartsandcrafts
https://www.instagram.com/chicken.chic.arts.crafts/
Contactos: chickenchicarts@gmail.com | +351 965 324 162

Conheça melhor a Chicken Chic - Arts & Crafts


 

Handsmadelove


PT_HandsMadeLove_DSC02570  PT_HandsMadeLove_DSC02566  PT_HandsMadeLove_DSC02575
 

Conceito que nasce a partir do ato de criação humana. De acordo com Paulo Veiga - mentor desta marca, com formação em design de equipamento e moçambicano de nascença -, “as mãos que fazem amor e geram peças” transformam pedaços de madeira em peças funcionais como talheres, cinzeiros portáteis, pratos, jarros, entre outros. Como estreia neste mercado, unindo versatilidade e criatividade, surge a linha “suspende” para colocação de vasos e, por sua vez, a vertic wall para jardins. O que gosto mesmo é de surpreender as pessoas e trazer algo de novo. Handsmadelove, onde o artesanato se funde com o design!
https://handsmadelove.pt/
https://www.facebook.com/handsmadelove
https://www.instagram.com/handsmadelove.pt/
Contactos: info@handsmadelove.pt | +351 939 835 346

Conheça melhor a Handsmadelove

 

MRS - Cerâmica contemporânea

 

PT_MRS_DSC02151  PT_MRS_0688  PT_MRS_DSC02786
 

Nascida no meio de azulejos e de pinceis, com a mãe e o avô dedicados à pintura, Maria do Rosário Santos deu início a esta travessia da cerâmica aos 50 anos. Tirou algumas formações e aprendeu, nas Caldas da Rainha, a conhecer e a manusear estes materiais. Fez, inclusive, um estágio no atelier do reconhecido artista plástico Querubim Lapa, um dos mais importantes ceramistas portugueses, com soluções tecnicamente inovadoras. Maria do Rosário Santos começou por fazer bijutaria - anéis, fios, brincos -, mas rapidamente expandiu o seu trabalho para outras peças, como as bonecas “as gordas”, chávenas, pratos, entre outros e, atenta à realidade atual, aos bolos covid.
https://www.facebook.com/mariadorosario.santos.581
https://www.instagram.com/mrs_ceramicacontemporanea/
Contactos: rosariosantos@netcabo.pt | +351 917 605 030

Conheça melhor a MRS - Cerâmica contemporânea

 

Patucha

 

PT_Patucha_5604  PT_Patucha  PT_Patucha_0470_corte
 

A pensar nos mais jovens nasceu a marca Patucha. Uma ideia pensada há 16 anos por Sónia Alves, mas mais consolidada há 3 anos por insistência de amigos e familiares. A marca tem vindo a crescer com diversos artigos em tecido, como ganchos, bandoletes, fitas e laços para o cabelo, bijutaria diversa para crianças. O nome Patucha vem da memória da sua infância e a imagem da marca é uma “avestruz tonta” como carinhosamente afirmou Sónia Alves.
https://www.facebook.com/profile.php?id=100057063565903
https://www.instagram.com/patucha_2/

Conheça melhor a Patucha

 

ReCreate Portugal

 

PT_ReCreate_DSC02795  PT_ReCreate_0701  PT_ReCreate_DSC02797-corte
 

Criada em 2013, por Carla Lopes, a marca ReCreate tem como matéria-prima as lonas publicitárias que são reutilizadas para criar peças únicas e sustentáveis, como carteiras, malas, almofadas para cadeiras, tapetes, entre outros. Este projeto reside no aproveitamento de materiais já existentes, e que são colocados no lixo, tornando-os em objetos úteis. Poderá visitar o primeiro atelier da marca ReCreate, em Lisboa, a partir de 22 de agosto.
https://www.recreate.pt
https://www.facebook.com/Recreate.portugal
https://www.instagram.com/recreate.pt/
Contactos: info@recreate.pt | +351 211 518 804

Conheça melhor a ReCreate Portugal

 

Torcer Ideias

 

PT_Torcer Ideias_5721  PT_Torcer Ideias_5568  PT_Torcer Ideias_5733
 

Um projeto da mãe Etelberta Oliveira, mentora do Torcer Ideias, e do filho Miguel Oliveira que nasceu há 8 anos, de tecelagem artesanal e manual. Com um tear de dois quadros de alavancas, cada peça é criada com a morosidade e o rigor que a arte da tecelagem assim o exige. Com o recurso a padrões nacionais e tradicionais, mãe e filho zelam pela defesa de uma arte, pouco utilizada, e pela criação de peças únicas e originais, como as écharpes, golas, entre outras. Torcer Ideias tem o reconhecimento de Unidade Produtiva Artesanal (UPA) com a chancela do PPART - Programa para a Promoção dos Ofícios e Micro-empresas.
http://torcerideias.etsy.com/
https://www.facebook.com/TorcerIdeias
https://www.instagram.com/torcerideias/
Contactos: torcerideias@gmail.com | +351 966 824 519

Por questões técnicas, não temos o vídeo da Torcer Ideias. Será disponibilizado posteriormente.


 

São Tomé e Príncipe

 

Mén Non - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal

 

STP_Men Non_DSC02554  STP_Men Non_0585  STP_Men Non_DSC02558

 

Com vista a contribuir para o propósito da Mén Non - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal, foi criada a marca N2K de moda. A conjugação de materiais europeus e africanos resulta na criação de peças diferenciadas e originais.

www.facebook.com/mennon.associacao
www.facebook.com/n2kmoda
https://www.instagram.com/mennonassociacao/
https://www.instagram.com/n2kmoda/
Contactos: n2kinformacao@gmail.com | +351 933 079 605

Por questões técnicas, não temos o vídeo da Mén Non - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal. Será disponibilizado posteriormente.

 

 

GASTRONOMIA

 

Angola

 

Batata Doce

 

AO_Batata Doce  Batata Doce  Batata Doce
 

Isabel Jacinto, responsável pelas delícias do Batata Doce, veio de África na época da Guerra Colonial. Quando pequenina chamavam-lhe batata doce, devido a ter bochechas grandes e por estar sempre a sorrir. Sempre disse que aos cinquenta anos gostaria de ter um espaço... o Batata Doce é esse espaço.

Conheça melhor a Batata Doce - DW 
Era uma vez…. a história de Isabel Jacinto e da Batata Doce – Jorge Taylor
https://www.facebook.com/batatadocelisboa
https://www.instagram.com/isabelbatatadoce/
Contactos: isabelsabetaobem62@gmail.com | +351 964 717 152
Morada: Rua São João da Mata, n.º 56 A, Lisboa


 

O Calulú da Raquel

 

AO_O Calulu da Raquel_DSC02814  AO_O Calulu da Raquel_DSC02887  AO_O Calulu da Raquel_0719-corte
 

A pandemia deu a volta à vida da Raquel Almeida - uma artesã de sabonetes artesanais - que, de um momento para o outro, ficou sem trabalho. Arregaçando as mangas, criou a marca O Calulú da Raquel, com entregas ao domicílio, com comida tipicamente angolana. Para o mercado trouxe os quitutes de Angola (doces típicos angolanos) à base de amendoim, cocô, micondes.
https://www.instagram.com/o_calulu_da_raquel/
Contactos: euriraquel@hotmail.com

Conheça melhor O Calulú da Raquel



Brasil

 

Sweet Mulata / Maria Caipirinha

 

BR_Sweet Mulata_DSC02607  BR_Sweet Mulata_DSC02596  BR_Sweet Mulata_DSC02592
 

Maria Helena Gomes Pessoa, conhecida como Leninha, arranjou uma maneira de transmitir a sua energia positiva através dos seus produtos, criando assim a Sweet Mulata, em 2012. Além dos seus deliciosos bolos, salgados, doces e chocolates, aprimorou com muito amor a arte do brigadeiro tradicional e gourmet. No mercado, os visitantes tiveram uma escolha bastante diversificada da cultura brasileira como coxas, pão de queijo, pamonha (quitute brasileiro), brigadeiros, coral de milho, entre outros.
http://www.sweetmulata.com/
https://www.facebook.com/sweetmulata2010
https://www.instagram.com/sweetmulatabrigadeiros
https://www.instagram.com/forminhas.sm/
https://www.instagram.com/mariacaipirinha.pt/
Contactos: leninhasweetmulata@gmail.com | +351 965 592 692

Conheça melhor a Sweet Mulata / Maria Caipirinha

 


Via Creperia

 

BR_Via Creperia_DSC02587  Via Creperia  BR_Via Creperia_DSC02580


Movidas pela vontade de levar às pessoas os sabores irresistíveis dos crepes, através de produtos diferenciados, com qualidade, práticos e saborosos, em 2015, foi criado o Via Creperia Street Food. Do Brasil vieram os originais crepes no palito, uma variação do crepe tradicional, feita com massa mais consistente e servidos de forma prática e divertida. Com versões doces e salgadas e recheios saborosos, os crepes no palito conquistaram muitas pessoas.
https://www.facebook.com/viacreperia
https://www.instagram.com/viacreperia/
Contactos: viacreperia@gmail.com | +351 915 581 354

Conheça melhor a Via Creperia



Cabo Verde


Morabeza

 

CV_Morabeza_DSC02758  CV_Morabeza_DSC02761  CV_Morabeza_DSC02760


Morabeza significa "Amor e Beleza" (a arte de bem servir) e dá a conhecer a comida africana, em especial foco para a gastronomia cabo-verdiana. Os visitantes do mercado saborearam a famosa cachupa, pastéis de milho e massa tenra, pastéis de bacalhau, chamuças, doce de cocô, assim como algumas bebidas típicas, como a cerveja Strela, ponches diversos e grogues.
https://www.facebook.com/laura.pina.5473
https://www.facebook.com/Caf%C3%A9-Snack-Bar-Laura-105787601270632
Contactos: +351 968 140 705

Conheça melhor a Morabeza

 

 

Diáspora

 

World Masala - Comida com ( C ) Alma

 

Diaspora_World Masala_DSC02802  Diaspora_World Masala_DSC02805  Diaspora_World Masala_DSC02806


O chef Edgar Bragança trouxe ao Mercado da Língua Portuguesa comida exótica caseira oriunda de 12 regiões do mundo, como Brasil, Goa, Índia, Indonésia, México, Moçambique, Nepal, Paquistão, entre outros. As iguarias levadas foram as famosas chamuças, achares (picle indiano), paparis, sementes digestivas, chutney verde (de Goa), acepipes, bebinca, entre outros.
http://www.worldmasala.pt/
https://www.facebook.com/Comida.com.C.alma
https://www.facebook.com/World.Masala
Contactos: encomendas@worldmasala.pt | +351 936 810 690

Conheça melhor a World Masala - Comida com ( C ) Alma

 


Goa

 

Comida Goesa by Tessa

 

Goa_Comida Goesa by Tessa_DSC02810  Goa_Comida Goesa by Tessa_0708  Goa_Comida Goesa by Tessa_DSC02812

 

Para os amantes da comida goesa, foi possível saborear, no mercado, 3 produtos chave: chamuças com massa estaladiça, caril de camarão e a bebinca. Mas outras iguarias foram, igualmente, consumidas e compradas, como o chutney de ananás, molho do caril de Goa e o vindalho de porco.
http://www.comidagoesa.pt/
https://www.facebook.com/comidagoesabytessa
Contactos: comidagoesa@gmail.com | +351 914 950 157
Morada: Rua Cândido dos Reis, n.º 200 | 2780-212 Oeiras, Portugal

Conheça melhor a Comida Goesa by Tessa


 

Guiné-Bissau



Guiné no Coração

 

GB_Guine no Coracao_DSC02158  GB_Guine no Coracao_0672  GB_Guine no Coracao_DSC02161

 

Em representação da Guiné-Bissau estava Milena Barreto que trouxe a gastronomia característica do seu país, um pouco apimentada, como o chabéu de galinha com óleo de palma (ou moamba angolana) e a galinha cafriela. Havia, também, pastéis de massa tenra e feijoada transmontada ou portuguesa.
https://www.facebook.com/milena.barreto.399

Conheça melhor a Guiné no Coração  

 

 

Moçambique

 

Guli - Achares e Picantes

 

MZ_Guli-Achares e Picantes_DSC02763  MZ_Guli-Achares e Picantes_DSC02762  MZ_Guli-Achares e Picantes_0659

 

A Guli Picantes é uma marca de picantes e achares. De uma tradição milenar oriunda de Gujarat, na India, emanam os aromas e picantes da Guli. A pedido de amigos e familiares nasceu a ideia de confecionar os picantes e achares, tradição que passou de geração em geração. Os Picantes Guli oferecem ainda uma vasta gama de iguarias indianas, entre as quais, os aperitivos, gathiya, chevró, chamuças, rotli, papari, gira puri e ainda os famosos doces barfi, monthar, ladoo, penda, jelebi e badam halwa. No mercado, e para os mais gulosos, havia bolo de amendoim, bolo de banana, bolo de laranja com cocô e paracuca.
https://www.facebook.com/GuliPicantes
https://www.instagram.com/guli_picantes/
Contactos: gulindiaky@gmail.com | +351 962 442 234 | +351 966 220 844

Conheça melhor a Guli - Achares e Picantes

 


Sacco Restaurante

 

MZ_Sacco Restaurante_DSC02251  MZ_Sacco Restaurante  MZ_Sacco Restaurante_0608

 

Localizado num dos bairros de Lisboa, o Sacco Restaurante, com pouco mais um ano de existência, tem como confeção a comida tradicional portuguesa. Gradualmente tem vindo a incluir a gastronomia moçambicana, na sua ementa, e foram essas iguarias que deu a conhecer no mercado, como matapa, arroz de cocô, lulas e gambas, assim como a cerveja 2M.
https://www.facebook.com/SaccoRestaurante
https://www.instagram.com/saccorestaurante/
Contactos: restaurantesacco@gmail.com | +351 218 035 671
Morada: Rua do Saco, n.º 52 | 1150-284 Lisboa, Portugal

Conheça melhor o Sacco Restaurante

 


Portugal

 

Aromáticas do Cávado

 

PT_Aromaticas do Cavado_DSC02643  PT_Aromaticas do Cavado_0615  PT_Aromaticas do Cavado_DSC02645


Projeto iniciado em 2010, as Aromáticas do Cávado dispõem de uma vasta gama de plantas medicinais, chás, flores secas, especiarias e condimentos de qualidade, que visam sobretudo desfrutar de novos sabores, facilitando a experiência e o conhecimento de receitas de outros países.
www.aromaticasdocavado.com
https://www.facebook.com/aromaticasdocavado/
https://www.facebook.com/AlfazemaLavanda/
Contactos: aromaticasdocavado3@gmail.com | +351 969 547 101
Morada: Rua de St Eugénia, n.º 177, Rio Côvo - St Eugénia | 4755-460 Barcelos, Portugal

Conheça melhor as Aromáticas do Cávado

 


Fora da Casca - Caramelizados e Salgados

 

PT_Fora da Casca-Caramelizados salgados_DSC02767  PT_Fora da Casca-Caramelizados salgados_0667  PT_Fora da Casca-Caramelizados salgados_DSC02770

 

Trata-se de uma marca de produtos artesanais, nomeadamente do queijo de figo (receita tradicional algarvia), pipas caramelizadas, amendoim, amêndoa, recheados de tâmaras e de figos. Fora da Casca é o nome fantasia da empresa, dedicado ao comércio de frutos secos, frutas desidratadas, frutas recheadas com frutos secos, frutos secos caramelizados, frutos secos chocolatados, torrão de alicante e queijo de frutas com frutos secos.
http://www.foradacascacaramelizados.com/
https://www.facebook.com/ForadaCascaCaramelizadosPT
www.instagram.com/foradacascacaramelizados
Contactos: foradacascacaramelizados@gmail.com | +351 962 681 150

Conheça melhor o Fora da Casca - Caramelizados e Salgados

 


Restaurante Típico Ilha da Madeira

 

PT_Restaurante Tipico Ilha da Madeira_5650  PT_Restaurante Tipico Ilha da Madeira_DSC02124  PT_Restaurante Tipico Ilha da Madeira_DSC02121

 

Se é amante das iguarias típicas da Ilha da Madeira, este é o local indicado para saborear as especialidades mais conhecidas e deliciosas da ilha, pelas mãos da Dona Maria, madeirense de gema e proprietária do espaço. No mercado era possível conhecer o prego no bolo do caco, picadinho à ilha, carne em vinha alho, bolo do caco, queijadas da Madeira e bolos de mel.
https://www.facebook.com/oilhadamadeira/
https://www.instagram.com/oilhadamadeira/
https://www.linkedin.com/company/restaurante-t%C3%ADpico-ilha-da-madeira/
Contactos: reservas@oilhadamadeira.pt | +351 213 866 453 | +351 964 970 002
Morada: Rua Campo de Ourique, n.º 33 | 1250-059 Lisboa, Portugal

Por questões técnicas, não temos o vídeo do Restaurante Típico Ilha da Madeira. Será disponibilizado posteriormente.


 

Sr. Mel Cavalheiro

 

PT_Sr Mel Cavalheiro_DSC02659  PT_Sr Mel Cavalheiro_DSC02660  PT_Sr Mel Cavalheiro_DSC02651

 

É a marca de mel regional do apicultor António Cavalheiro, que vende vários produtos provenientes da colmeia tais como mel, pólen (superior ao mel), geleia real (produto impar da colmeia, pois é o alimento permanente da rainha) e própolis (cicatrizante e analgésico). “Andamos sempre atrás das flores, para termos vários tipos de mel, que dá a cor e paladar diferente” refere António. Atualmente, já se produz cosmética, essencialmente à base da geleia real, sabonetes, ceras e velas.
www.facebook.com/srmelcavalheiro
Contactos: melcavalheiro@gmail.com | +351 966 068 724

Conheça melhor o Sr. Mel Cavalheiro  

 


São Tomé e Príncipe

 

Mén Non - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal

 

STP_Men Non_5654  Men Non  STP_Men Non_DSC02157

 

A Mén Non (nossa mãe) - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal nasceu no dia 22 de setembro de 2010. É constituída por um grupo de mulheres, que pretendem intervir socialmente e apoiar as mulheres de São Tomé e Príncipe em Portugal e no mundo. Prima pela igualdade de oportunidades e direitos entre e mulheres e homens.
www.facebook.com/mennon.associacao
www.mennon.org

Por questões técnicas, não temos o vídeo da Mén Non - Associação da Mulher de São Tomé e Príncipe em Portugal. Será disponibilizado posteriormente.

 

 

MÚSICA

 

Angola

 

Afro Semba

 

AO_Afro Semba_DSC02111  AO_Afro Semba_5619  AO_Afro Semba_DSC02085

 

Conheceram-se através do Facebook, há cerca de 2 anos, Kota Carlão e Zé Comando formam os atuais Afro Semba. A música foi o elo de ligação desta dupla que se juntou há cerca de um ano e meio. Ambos de Angola começaram a tocar por brincadeira e rapidamente formaram uma dupla que não deixa ninguém indiferente, onde a boa disposição é sempre o principal ingrediente e o reportório musical é muito versátil - como os próprios referem, tocam “músicas do mundo”. Zé Comando já tocou com muitos músicos, de renome, em Angola. Kota Carlão - técnico superior de construção civil de profissão, mas atualmente apenas músico - já fez parte da anterior versão dos Afro Semba, juntamente com um guitarrista e um teclista, estando ligado à música há cerca de15 anos.
A dupla atua, aos sábados ao almoço, no Restaurante Gingolé, em Odivelas, e aos domingos ao almoço na Galeria Luso África, no Prior Velho. Por ser um espaço pequeno, o Restaurante Pátio de Santa Maria, em Loures, recebe às sextas e sábados, à noite, apenas o músico Kota Carlão.

Kota Carlão:
https://www.facebook.com/karinguiri
https://www.instagram.com/karinguiri/
http://www.youtube.com/carlao901
Contacto: +351 918 394 529

Zé Comando:
https://www.facebook.com/ze.comando
https://www.instagram.com/zecomando/


Veja e ouça os Afro Semba no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 22 de julho de 2021 

 

 

Brasil

 

Djâmen

 

BR_Djamen_DSC02329  BR_Djamen_DSC02264  BR_Djamen_DSC02274

 

Músico e compositor nascido no Brasil, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Homem negro em resgate ancestral. Ser humano em jornada de aprendizagem mundo a fora. Vejo música nas coisas e faço das coisas música. É nela que as minhas vivências e imaginário se encontram. Como eu, a minha arte é uma metamorfose de estilos e texturas. É assim que se define Djâmen, artista radicado em Portugal, co-vencedor do Prémio Latin Grammy Awards, em 2018, que recentemente tem lançado ao mundo o seu trabalho autoral. Com uma linguagem musical vanguardista, ele se considera parte do movimento afrofuturista que representa a união do resgate ancestral com o novo.
https://www.facebook.com/Djamenn
https://www.instagram.com/dja_men/
https://linktr.ee/dja_men
https://open.spotify.com/artist/3Bfn9QsnUm8EzNZZd55Mq4
https://soundcloud.com/djamenfarias
Contactos: nemajd@gmail.com


Veja e ouça Djâmen no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 22 de julho de 2021

 

Viva o Samba

 

BR_Viva o Samba_5759  BR_Viva o Samba_DSC02376  BR_Viva o Samba_DSC02475

 

O projeto musical Viva O Samba foi fundado, em 2015, pelos músicos brasileiros Cícero e Humberto Matheus, com o propósito de promover um pouco da cultura musical brasileira em terras lusas e reunir família, amigos e público ao redor de uma autêntica roda de samba onde todo mundo se olha, dança e canta junto. Além dos frequentadores de costume, centenas de turistas das mais variadas nacionalidades são atraídos todos os domingos pela alegria democrática e contagiante do samba. Estima-se que, nos últimos 5 anos, mais de 50 mil pessoas já tenham participado da roda de samba mais famosa de Lisboa.
https://www.facebook.com/vivaosambalisboa
https://www.instagram.com/vivaosambalisboa/
https://www.youtube.com/channel/UCF0GoYu0qZI45Vn2Bu1ww4A
Contactos: vivaosambalisboa@gmail.com


Veja e ouça os Viva o Samba no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 22 de julho de 2021



Cabo Verde

 

Sons da Fala - Jair Pina

 

CV_Sons da Fala - Jair Pina_DSC03068  CV_Sons da Fala - Jair Pina_DSC03072  CV_Jair Pina

 

Jair de Pina é o nome artístico de Paulino Baptista de Nunes Pina. Um crioulo nascido na cidade da Praia, nos inícios da década de 60. Desde cedo começou a trabalhar, na sua terra natal, mas o futebol fez com que a deixasse e viesse viver para Portugal, há cerca de 36 anos. Mas o destino trouxe-o e, em boa hora, para a música. Músico de profissão, Jair é um bom conhecedor do manuseamento de inúmeros instrumentos de percussão e toca-os de forma muito própria e sentida. O seu espírito criativo e o seu caráter dedicado fizeram com que trabalhasse com as vozes mais emblemáticas de Cabo Verde, mas também com os mais recentes cantores e compositores das terras da Morabeza. Com a maior dignidade, este profissional inquieto leva a sua música aos quatro cantos do mundo como só ele sabe fazer. Recentemente, já em 2021, gravou para o cinema francês alguns temas daqueles “dez grãozinhos de terra” e participou nas comemorações dos 50 anos de carreira de Carlos Alberto Moniz. A música das suas origens e do mundo respira nele e faz respirar este seu exímio executante.
https://www.facebook.com/jair.pina
https://www.instagram.com/jairdepina/
https://www.facebook.com/Djairsound-808289579280107
Contactos: djairsound08@gmail.com


Veja e ouça Sons da Fala - Jair Pina no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 23 de julho de 2021

 


Zezé Barbosa

 

CV_Zeze Barbosa_DSC02713  CV_Zeze Barbosa_DSC02721  CV_Zeze Barbosa_DSC02755

 

Cantor, instrumentista (cordas), produtor e compositor. José Pedro Vieira Barbosa nasceu em 1962, em Cabo Verde, Ilha de Santiago, Porto Ribeira da Barca. Avós paternos da Ilha do Fogo e Pai da Ilha da Brava. A sua infância foi vivida em Angola até os anos 70 onde, com sua mãe, rumou apenas com 1 ano. O despertar para a música cedo se apoderou de si, pois, já com os amigos de infância tentava dar cor as notas na viola de lata. Regressando a Cabo Verde anos mais tarde, o reencontro com a terra que o viu nascer e alojada em seu coração teve o impacto fulcral em sua vida. A paixão pela música fez com que tivesse que tocar muitas vezes escondido e na companhia de Deus. Regressou a Portugal nos anos 80 para embarcar para Holanda a pedido de seu irmão mas tudo se altera quando convidado a integrar no grupo Tulipa Negra. A partir de então o guitarrista canhoto conhece a outra face do panorama musical, viajando com o grupo pela Europa. Tendo feito outros trabalhos como parte integrante da banda de várias casas noturnas da Lisboa Africana (Lontra, Ritz Club, Monte Cara, Beleza entre outras). Acompanhando artistas de renome (Bana, Cesária Évora, Vitorino Salomé, entre outros). O ponto de viragem do seu percurso musical acontece precisamente no Ritz Club a convite do músico Vitorino Salomé canta pela primeira vez. Na Associação Caboverdeana de Lisboa como refere de segunda casa, começa a cantar Morna sob a luz do Sol nos almoços dançantes e onde permanece até aos dias de hoje. Gravou o primeiro CD (1995) Kal é bu sonho e começa a digressão (Moçambique, Portugal, Cabo Verde e África do Sul). Um beijo di bó (2014) retrata a forma como se apresenta em palco, um trabalho acústico mais tradicional. Mornas d’sodade (2018) lembrando poetas da nossa terra saudosa.
https://www.facebook.com/musicozezebarbosa
https://www.instagram.com/musicozezebarbosa/
https://zezebarbosa1.weebly.com/
Contactos: musicozezebarbosa@hotmail.com | +351 967 324 404
 

Veja e ouça Zezé Barbosa no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 23 de julho de 2021

 


Guiné-Bissau

 

Guto Pires e Maio Coopé

 

 

GB_Guto Pires_DSC02820  GB_Maio Coope e Guto Pires_DSC02880  GB_Maio Coope_DSC02823

 

Guto Pires

Cantor multifacetado, criador de temas sobre África, Guto Pires é um observador atento do mundo que o rodeia, aliás fonte para a sua inspiração. É natural da Guiné-Bissau e fixou-se em Portugal no final dos anos 70. Pires integrou diversos projetos, dos quais avulta o "Issabary", grupo de que foi cofundador e participou nos coletivos "Sons da Lusofonia" e "Sons da Fala", grupos que integram entre outros, Sérgio Godinho, Vitorino, Filipa Pais e Rui Veloso. O conhecimento da world music e da música africana em particular marcaram profundamente a personalidade do artista enquanto compositor e intérprete. Ao longo da sua carreira, Guto Pires definiu uma estética musical própria, incorporando nas suas criações a dimensão polifónica, presente na cultura do seu país, uma herança que o artista faz questão de preservar, abrindo assim, um campo sempre renovado de intervenção para as futuras gerações de músicos guineenses. Internacionalmente Guto Pires já atuou no Brasil, Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Holanda, França, Bélgica e realizou concertos em salas de prestígio em Antuérpia, Roterdão, Utreque e Amesterdão tendo obtido um êxito assinalável.
https://www.facebook.com/GutoPires.Oficial
https://www.instagram.com/gutopires3/
https://www.youtube.com/channel/UCKbNIiu2iWaE60PSJWGWe5A
Contactos: gutopires.producao@gmail.com | gutopiresmusico@gmail.com |+351 933 523 826



Maio Coopé

Maio Coopé fundou o seu grupo Djumbai Djazz corria o ano de 1999, em Lisboa, como um projeto de pesquisa intencionado a revisitar os ritmos ancestrais na sua história pessoal com a sua Guiné-Bissau natal. Djumbai Djazz centrou-se assim em estilos tradicionais guineenses como o Ngumbé, Brocxa e Djambadon, mas o repertório da banda denota a influência de outras sonoridades da África Ocidental, revelador da vontade do seu líder em oferecer uma proposta consequente com a perspetiva de Maio sobre o que lhe interessa ser a expressão de um músico imigrante africano lusófono em Lisboa na atualidade, tendo em conta a diversidade do público para o qual toca regularmente. Apresentou-se na União Soviética em 1977 e 1980. Fez espetáculos em Amesterdão (Tropmuseu), Roterdão (Paradiso) e Estocolmo (Tropicana). Com os Gumbezarte, trabalhou a sua música depois de uma extensa pesquisa sobre a cultura musical das várias etnias do seu País e junto ao Canadense Silvam Panatom, registou as suas canções.
https://www.facebook.com/maio.coope
https://www.facebook.com/mmaiomaio
https://www.instagram.com/maiocoope/
Contactos: maiogumbe@hotmail.com


Veja e ouça Guto Pires e Maio Coopé no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 23 de julho de 2021

 

Moçambique

 

Banda Kafé Kafé

 

MZ_Banda Kafe Kafe_DSC03015  MZ_Banda Kafe Kafe_DSC03023  MZ_Banda Kafe Kafe_DSC03027


Banda Kafé Kafé teve origem em Portugal, oriunda da banda Trópico que, no ano 1990, dá lugar á banda Kafé Kafé que segue o projeto iniciado em Moçambique, pela Família Deep. O desejo de continuar a divulgar tanto quanto possível a música de Moçambique e a sua cultura com os três músicos que compõem a banda, atualmente, levando a todos as maiores e melhores alegrias e momentos de lazer e prazer com um grande Kanimanbo!

https://www.facebook.com/Kaf%C3%A9-Kaf%C3%A9-1543896109209740/?ref=page_internal
 

Veja e ouça a Banda Kafé Kafé no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 23 de julho de 2021 

 

 

Portugal

 

José Barros

 

PT_Jose Barros_DSC02225  PT_Jose Barros_0552  PT_Jose Barros_DSC02227


Cantor, músico e produtor na Navegante, desde 1992. Grupo de música portuguesa criado por José Barros em 1993, dedicado ao canto polifónico português, aos instrumentos tradicionais de corda, aos ritmos tradicionais e populares, através da originalidade que emerge das cantigas que José Barros compõe. Mais de 25 anos a cantar Portugal no mundo inteiro!
https://www.jbnavegante.com/
https://www.facebook.com/jbnavegante/
https://www.linkedin.com/in/jose-barros-a1456357/?originalSubdomain=pt
Contactos: info@navegante.pt | +351 969 022 744


Veja e ouça José Barros no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 22 de julho de 2021 
 


 

São Tomé e Príncipe

 

Anastácia Carvalho e Tonecas Prazeres

 

 

STP_Anastacia Carvalho_DSC02895  STP_Anastacia Carvalho e Tonecas Prazeres_DSC02999  STP_Tonecas Prazeres_DSC02964

STP_Anastacia Carvalho e Tonecas Prazeres_5986

 

Anastácia Carvalho

Anastácia Carvalho é cantora, maestrina, compositora de origem são-tomense, nascida em Angola, Luanda. Canta profissionalmente desde o ano de 2000, com um percurso musical com influências de gospel, blues, jazz, soul, reggae, funk, pop, música africana. Tem colaborado com artistas como Madonna (Madame  Tour), Orquestra de Batukadeiras de Cabo-Verde, Rui Veloso, Bonga, Costa Neto, Filipe Santos, Tonecas Prazeres, Tabanka Djaz, Karyna Gomes, Selma Uamusse, Mercado Negro, entre outros. Em 2006, participou no curso de Voccalizes para grupo coral e maestros no Instituto Piaget em Almada, Iniciou também os estudos de Jazz na escola JB Jazz em Lisboa em 2014. Dirige, atualmente, o grupo coral gospel Collective. No seu projeto a solo Anastácia apresenta uma fusão entre os vários estilos que formam o seu universo musical, com destaque para a divulgação dos ritmos e línguas faladas nas ilhas de São Tomé e Príncipe, bem como Angola.
https://www.facebook.com/anastacia.carvalho.5
https://www.instagram.com/anastacia_carvalho_music/



Tonecas Prazeres

… da ilha do Príncipe para o mundo! Cantor, compositor, intérprete e guitarrista. Nasceu na Ilha do Príncipe em maio de 1963. Tendo vivido a sua infância entre São Tomé e Príncipe e Angola. Oriundo de uma família onde a música se fez sempre presente. Aos 16 anos iniciou a sua carreira musical cantando e tocando (guitarra) no grupo de jovens “Canucos das Ilhas Verdes”, com Kalú Mendes e Vizinho, sob a orientação do maestro Felício Mendes. Em 1984 vem para Lisboa para estudar Engenharia Civil, no Instituto Superior Técnico, curso que não chegou a concluir, pois a música falou mais alto. Assumiu em 1990 a sua carreira a solo, com a participação num grande concerto na Aula Magna, em Lisboa, ao lado de Rui Veloso e Mariza, com o Projeto Dêxa. Teve várias participações em projetos musicais com vários artistas da lusofonia e tem também, representado o seu país, em vários concertos em Portugal e no estrangeiro. Do seu palmarés destacam-se as várias participações em representação do seu país, como no festival Cantos na Maré em Fortaleza, Brasil (setembro de 2009). Dos seus trabalhos de originais, destacam-se os temas: Sant City e Fia Ibiba (estilo dexa) que define o seu perfil musical e o projeto que tem desenvolvido de promoção e divulgação da música são-tomense. A nossa língua nossa música, Brasil (abril 2010); City of London Festival, Londres (junho 2010); Concerto da Lusofonia, Assembleia da República Portuguesa, Lisboa (abril 2015); African Day China Taiwan (maio 2015); Festival Musica da CPLP, Timor-Leste (julho 2015); Festival da Lusofonia de Macau (outubro 2016); Festas do Mar, baía de Cascais (agosto 2018), Concerto em Libreville-Gabão com a participação do cantor são-tomense “Gapa” (abril 2019), entre outros.  Após 25 anos de carreira, Tonecas Prazeres lança, em 2015, o seu último trabalho discográfico “Tonecas Prazeres & Afro Vungo Project”, abraçando o desafio de trazer para a atualidade a música étnica de São Tomé e Príncipe (socopé, ússua, dexa, bula-uê, puita e rumba) com outras influências musicais que teve ao longo da sua carreira, tais como o jazz, reggae, salsa, blues entre outros; bem como a reedição de músicas de grandes compositores do repertório são-tomense dos anos 60, 70 e 80. O álbum contou com participações especiais de Luís Represas no tema “Voar Para Ti” (poema do jornalista e locutor João Pedro Martins) de Don Kikas no tema “Lobito”, do saxofonista Otis, do cantor e guitarrista Filipe Santo, bem como o músico e coprodutor Costa Neto. Autor do poema “Mundos Diferentes, Todos Iguais” que dá voz aos problemas da crise da pandemia da Covid-19, com música de Mingo Rangel e Paulo de Carvalho. O vídeo clip "Mundos diferentes, todos iguais" foi lançado no dia 14 de maio 2021, na UCCLA e contou com a participação de 21 artistas... Ana Lains, Anastácia Carvalho, Biah Vasconcelos, Calema, Costa Neto, Dany Silva, Don Kikas, Dimitri, João Gil, Kalú Ferreira, Karina Gomes, Luís Represas, Mário Marta, Mikas Cabral, Mike Trovoada, Mingo Rangel, Paulo de Carvalho, Remna, Stewart Sukuma, Tito Monteiro, Virgílio Gomes, Zé Barros e Zé Camarada.
https://www.facebook.com/tonecas.prazeres.1
https://www.facebook.com/tonecas.prazeres
https://www.instagram.com/tonecasprazeres_oficial/
 

Veja e ouça Anastácia Carvalho e Tonecas Prazeres no Mercado da Língua Portuguesa, no dia 22 de julho de 2021

 

 

 

 

Publicado em 26-07-2021