Ler Ilha de Moçambique

Ler Ilha de Moçambique

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Helpo, a UCCLA entregou na Ilha de Moçambique, em outubro, 266 livros: 142 de literatura infanto-juvenil e 124 de ficção para adulto. 
 
Esta ação visa dar resposta ao plano de intervenção local para as bibliotecas públicas generalistas, identificado por residentes e visitantes da Ilha de Moçambique, no Projeto Cluster da Cooperação Portuguesa da Ilha de Moçambique/Componente 1 - Eixo 4-Educação, prorrogação da 2.ª Fase/2019.
 
Tem como eixo de intervenção impulsionar processos colaborativos e participativos nas bibliotecas públicas generalistas criadas na Ilha de Moçambique, alargando a intervenção a todos os públicos, depois da conquista de participação e ação regular semanal com públicos infanto- juvenis - objetivo fase II do projeto/Dezembro 2018.
 
O plano elaborado para as Bibliotecas Públicas, com recurso a metodologias participativas, envolveu um intenso programa de pesquisa com todas as bibliotecas da Ilha de Moçambique, responsáveis políticos do Conselho Municipal da Ilha de Moçambique, Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia e Governo Distrital Ilha de Moçambique, Secretários de Bairro, líderes religiosos, Gabinete de Conservação da Ilha de Moçambique, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UniLúrio, Centro de Arqueologia, Investigação e Recursos da Ilha de Moçambique/Universidade Eduardo Mondlane, Wixutta Knowledge Centre, Museu da Ilha de Moçambique, Associação da Ilha de Moçambique, crianças, jovens, mulheres, pescadores e praticantes de ofícios locais, Oikos, Cooperação e Desenvolvimento, profissionais do sector cultural, educativo e turístico, APETUR, Associação dos Pequenos Empresários de Hotelaria e Turismo da Ilha de Moçambique, entre outros.
 
Para as bibliotecas públicas promotoras do conhecimento e cultura local é essencial uma nova forma de perceber a Biblioteca, de ler e interpretar o mundo, promovendo a cidadania e a confiança na capacidade crítica e criativa local onde, de “destinatários” a “autores”, as pessoas fazem a biblioteca na Ilha de Moçambique.
 
O projeto Cluster da Cooperação Portuguesa da Ilha de Moçambique (prorrogação Fase II 2019) tem como entidades executoras a UCCLA em parceria com o Conselho Municipal da cidade da Ilha de Moçambique, Conselho Municipal de Maputo e o financiamento do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.
 
 
 
 
Publicado em 13-10-2019