Lançamento do livro «… como que lisboandando» de Fernando Antunes na UCCLA

Lançamento do livro «… como que lisboandando» de Fernando Antunes na UCCLA

Lisboa é cantada em verso em «… como que lisboandando» o novo livro de Fernando Machado Antunes, que será lançado no dia 18 de junho, às 16 horas, no auditório da UCCLA.

Com a chancela da Guerra e Paz Editores, a obra será apresentada pelo jornalista Ferreira Fernandes, diretor do jornal Mensagem de Lisboa.

 

Convite - livro «… como que lisboandando» de Fernando Antunes


 

Sinopse:
Em «…como que lisboandando», Fernando Machado Antunes canta Lisboa em verso, os sentimentos e as sensibilidades de quem nela vive ou por ela passa, cruzando as ruas da Lisboa luminosa, beijada pelo Tejo e virada para o mar.
Lisboa é aqui cantada na ginga das palavras, pelas linhas e entrelinhas dos versos, fantástica nos seus tons e sons, nas suas cores e gentes, na sua luz que se abriu ao mundo, cosmopolita, miscigenada, a caminho - arranhem-se os puristas - da mestiçagem. Namorando Lisboa, lisboandando, descobrem-se as suas gentes, os seus amores e desamores, a saudade e a solidão, a sedução do seu fado e da sua canção e também a beleza dos seus malandros.
Em adenda, nestas páginas fala-se também do vírus que a magoou e fechou, dos tempos em que já se espreitava (e desejava) o regresso à vida e, finalmente, do retorno de todos os que estão dispostos, de novo, a namorar Lisboa.

 

Biografia:
Fernando Jorge Machado Antunes nasceu em 1955 na pequena freguesia do Lépi, perto da cidade do Huambo, em Angola. Fez os seus estudos secundários em Luanda, no antigo Liceu Nacional Salvador Correia, hoje Magistério Mutu-ya-Kevela. Em 1973 começou os seus estudos na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo regressado a Angola em fevereiro de 1975. Voltou a Portugal em novembro de 1979, desta vez para Lisboa, onde desenvolveu toda a sua atividade profissional, na banca. Casado, encontra-se atualmente reformado, vivendo na cidade da Amadora. Como escritor, publicou em 2015 um livro de poesia “Amor(es) em Lualis”.

 

Morada:
Casa das Galeotas
Avenida da Índia, n.º 110 (entre a Cordoaria Nacional e o Museu Nacional dos Coches), em Lisboa
Autocarros: 714, 727 e 751 - Altinho, e 728 e 729 - Belém
Comboio: Estação de Belém
Elétrico: 15E - Altinho
Coordenadas GPS: 38°41’46.9″N 9°11’52.4″W

 

 

Publicado em 15-06-2022