UCCLA apoia Gala Arte Solidária STP
Portugal

UCCLA apoia Gala Arte Solidária STP

Sex, 30/11/2018 - 18:30 a Sex, 30/11/2018 - 18:30
Vai decorrer no dia 30 de novembro, a partir das 18h30, a III Gala Arte Solidária STP, na Casa do Alentejo (Rua das Portas de Santo Antão, n.º 58), em Lisboa, Portugal, e que conta com o apoio da UCCLA. 
 
Trata-se de uma campanha a favor dos doentes santomenses de junta médica em Portugal. São doentes acompanhados pela Embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal, e que vêm para se tratar ao abrigo de um protocolo no âmbito da Saúde entre os dois países. Portugal assegura tratamentos mais dispendiosos como a hemodiálise ou a quimioterapia, por exemplo, mas existem outras necessidades medicamentosas que cabe à Embaixada, mas que o orçamento vindo de São Tomé não cobre. Além disso, a larga maioria desses doentes não têm em Portugal uma estrutura familiar ou de amizade que lhe possa assegurar o suporte para se manter cá (alojamento, alimentação, título de transporte para as deslocações, etc) enquanto são tratados. Muitos chegam a desistir de se tratarem por não terem meios de subsistência, e regressam para STP para terminarem os seus dias junto das respetivas famílias.
 
É um evento artístico e de sensibilização e que necessita de apoio para se materializar. Esta gala contará com música, poesia, moda e artes plásticas. 
 
III Gala Arte Solidária STP
 
 
A campanha iniciou em 2016, com o apoio institucional da Embaixada de São Tomé e Príncipe em Portugal e com a colaboração de diversos artistas e associações como a Liga Portuguesa contra o Cancro, a PROSAUDESC, a Liga Humanitária Santomense, a Associação Portuguesa de Luta contra a Sida, a Bué Fixe, a Amigas do Peito, a Mén Nón e outras.
 
Já foram realizadas 2 Galas e as receitas reverteram na íntegra para esses doentes através do Serviço Social da Embaixada de São Tomé e Príncipe. 
 
Nesses dois eventos houve a participação de artistas como: os músicos Tonecas Prazeres e Filipe Santo, a atriz Rita Pereira, a cantora Celina Pereira, a cantora Marta Dias, o ator Ângelo Torres, os escritores Mário Máximo, Samuel Pimenta, Albertina Bragança, a declamadora Elsa de Noronha, os artistas plásticos Ismael Sequeira e Estanislau Neto, entre outras igualmente importantes participações. 
 
É uma campanha de orçamento zero, o que significa que não existe um fundo para suportar qualquer despesa. O mote é partir apenas da doação da arte e do trabalho, dos contactos de cada convidado para se conseguir que as Galas aconteçam e assim realizar dinheiro e ajudar os referidos doentes.
 
 
 
Publicado em 17-11-2018