Projeto de apoio ao desenvolvimento da Região de Biombo
Decorreu no dia 10 de janeiro, no Salão Nobre do Município de Oeiras, a cerimónia de assinatura de um protocolo tripartido, de suporte à execução do projeto “Biombo, Agir!”, entre a UrbÁfrica (ONGD associada à UCCLA), o Município de Oeiras e o Governo Regional de Biombo, na Guiné-Bissau.
 
    
 
Trata-se de um projeto no âmbito do reforço da governação local e da prestação de serviços às populações, subvencionado pela União Europeia, com a duração de 30 meses. Visa contribuir para a coesão social e promoção da boa governação na Região de Biombo, reforçando as capacidades da autoridade local, o diálogo e a cooperação com os atores não estatais com vista à adoção de planos locais de desenvolvimento, envolvendo as autoridades regionais, organizações da sociedade civil, outros atores não estatais, líderes comunitários, chefes, representantes tradicionais e a população em geral.
 
    
 
O projeto, cuja execução foi adiada em 2017 atendendo a questões de natureza conjuntural inerentes à Guiné-Bissau, prevê-se ter início a muito breve prazo.
 
O protocolo foi assinado pelo Secretário-Geral da UCCLA na qualidade de presidente do Conselho Diretivo da UrbÁfrica, Vítor Ramalho, pelo Município de Oeiras o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Afonso Morais, e o Governador Regional de Biombo, Bobo Gomes Cá. O evento contou com a presença do Embaixador da Guiné-Bissau em Portugal, Helder Vaz.
 
  
 
Na ocasião, Vitor Ramalho salientou a relevância deste acordo uma vez que se trata de “um país irmão, numa região que é carenciada, cujas respostas, em termos da capacitação, de organização, de boa governabilidade justificam” este ato.
 
 
De referir que este acordo decorre da relação existente entre Oeiras e Quinhamel (Região de Biombo), desde a assinatura do Acordo de Geminação em 2001.
 
 
 
Créditos: Fotos cedidas pela Câmara Municipal de Oeiras - Carlos Santos
Publicado em 10-01-2018